Embarques de carne bovina do Brasil até abril sobem 13,6%, diz Abiec

terça-feira, 13 de maio de 2014 12:43 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - As exportações da carne bovina do Brasil cresceram 13,6 por cento no acumulado do ano até abril em relação a igual período do ano passado, totalizando 504 mil toneladas, apoiadas pela crescente demanda do Irã, Egito e Hong Kong, informou nesta terça-feira a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec).

A receita com os embarques realizados no período aumentou 10 por cento, para 2,2 bilhões de dólares no primeiro quadrimestre do ano.

O principal destino no período foi Hong Kong, que comprou 127 mil toneladas, 14 por cento maior ante janeiro a abril de 2013, seguido por Rússia com 87,8 mil toneladas (queda de 13,8 por cento), e Egito com 52,14 mil toneladas (alta de 80,7 por cento).

O Irã quadruplicou as compras de frigoríficos brasileiros, passando para 44 mil toneladas no período.

A Abiec considera que o resultado indica que o país atingirá a meta de embarcar volumes e ter receita recordes em 2014, independente do caso atípico recente descoberto em Mato Grosso de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), conhecido como vaca louca.

O presidente da Abiec, Antônio Jorge Camardelli, disse na segunda-feira que o caso não deverá impactar nas vendas externas de carne bovina do Brasil, apesar dos embargos anunciados por Irã e Egito, que restringiram temporariamente as exportações de carne bovina de Mato Grosso, e do Peru, que suspendeu compras de todo o país.

"Mesmo diante desta restrição que os exportadores mato-grossenses vêm registrando em relação a esses países, a indústria brasileira tem capilaridade para redirecionar as exportações de carne bovina a partir de outros Estados", reafirmou em nota.

(Por Fabíola Gomes; Edição Roberto Samora)