Sony promete reestruturação maior e alerta para mais um prejuízo no ano

quarta-feira, 14 de maio de 2014 09:02 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - A Sony disse que vai intensificar uma ampla reestruturação este ano para combater custos inchados e deixar alguns negócios não lucrativos, buscando deixar para trás anos de prejuízos persistentes.

A gigante japonesa de bens de consumo eletrônicos, que fez um alerta nesta quarta-feira sobre um segundo prejuízo líquido consecutivo para este ano fiscal, está lutando para se recuperar após ser minada por rivais asiáticas mais ágeis em seus principais mercados.

A Sony disse que gastará 135 bilhões de ienes (1,32 bilhão de dólares) em reestruturação no ano até 31 de março, somando-se aos 177,4 bilhões de ienes gastos no ano anterior, à medida que vende seus negócios deficitários de PCs Vaio e de armazenamento em disco.

A companhia projetou que estes custos vão leva-la a um prejuízo líquido de 50 bilhões de ienes para o ano fiscal de 2014/15, seu sexto prejuízo em sete anos. Combinadas, as perdas somam quase 1 trilhão de ienes.

O ritmo lento da reestruturação da Sony levantou dúvidas sobre a liderança do presidente-executivo Kazuo Hirai depois que ele fracassou em alcançar seu objetivo de restaurar a divisão principal de eletrônicos.

A Sony disse que o lucro operacional no ano fiscal de 2014/15 até 31 de março deve crescer mais de cinco vezes ante o nível de 140 bilhões de euros do ano anterior, ficando abaixo da estimativa média de 227 bilhões de ienes entre 20 analistas consultados pela Thomson Reuters StarMine.

(Por Reiji Murai e Sophie Knight)