Ações europeias fecham estáveis, pressionadas por setor de mídia

quarta-feira, 14 de maio de 2014 14:34 BRT
 

Por Francesco Canepa

LONDRES (Reuters) - Notícias corporativas decepcionantes, especialmente no setor de mídia, levaram as ações europeias a fecharem estáveis nesta quarta-feira após rali de dois meses, que levou muitos índices regionais às máximas em vários anos.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, fechou com oscilação negativa de 0,03 por cento, a 1.368 pontos, depois de tocar no intradia a máxima desde maio de 2008, a 1.369 pontos.

O índice de mídia do STOXX Europe 600 caiu 1,3 por cento, pior performance entre os índices setoriais. Resultados decepcionantes das emissoras ITV e Mediaset lançaram uma sombra sobre a temporada de balanços, que tem sido forte até agora para o setor.

Cerca de 67 por cento das empresas de mídia do STOXX Europe 600 que divulgaram resultados até 13 de maio alcançaram ou superaram as expectativas, contra cerca de metade do índice como um todo, mostram dados da StarMine.

As ações da ITV, que vai transmitir a Copa do Mundo em junho, haviam acumulado alta de 5 por cento nas últimas duas semanas, sugerindo que as expectativas dos investidores sobre os resultados estavam altas.

"O mercado estava esperando por uma série de números que permitissem aumentos nas projeções e não conseguiu isso hoje", disse o analista da Jefferies & Company David Reynolds.

Os mercados europeus têm sido impulsionados por expectativas de que o Banco Central Europeu adote novas já no próximo mês para impedir que a inflação permaneça muito baixa. O FTSEurofirst 300 avançou cerca de 7 por cento desde as mínimas atingidas março.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,08 por cento, a 6.878 pontos.   Continuação...