Lucro da Falabella cai apesar de forte aumento nas vendas

quarta-feira, 14 de maio de 2014 15:14 BRT
 

SANTI (Reuters) - A rede chilena de loja de departamentos Falabella divulgou lucro levemente abaixo das expectativas do mercado no primeiro trimestre à medida que uma fraqueza na moeda e custos maiores de financiamento ofuscaram um aumento nas vendas.

O lucro líquido para o trimestre encerrado em março foi de 93 bilhões de pesos chilenos (169 milhões de dólares), ante 102 bilhões de pesos em uma pesquisa da Reuters e representando uma ligeira queda ante o ano anterior.

As vendas no trimestre alcançaram 3,1 bilhões de dólares, uma alta de 16 por cento em relação ao ano passado.

Com um valor de mercado de mais de 20 bilhões de dólares, a Falabella é uma das maiores varejistas da América do Sul e a maior companhia em valor de mercado na bolsa de Santiago.

Uma agressividade na abertura de novas lojas e também uma expansão para serviços bancários e cartões de créditos permitiu que a companhia aproveitasse a crescente classe média da região. A maior parte das receitas da empresa vêm do Chile e do Peru. A companhia também atua na Argentina, Colômbia e Brasil.

Embora mais lento do que nos últimos anos, a estimativa para o crescimento no Chile ainda é de entre 3 e 4 por cento em 2014, impulsionado em parte pelas vendas no varejo. O crescimento no Peru é visto entre 5 e 6 por cento.

No entanto, o peso chileno desvalorizou cerca de 4 por cento em 2014, elevando a inflação uma vez que as importações se tornam mais caras. Ambos fatores afetaram o lucro da Falabella.

(Por Rosalba O'Brien)