BTG Pactual investe no Monte dei Paschi para o médio prazo, diz jornal

quinta-feira, 15 de maio de 2014 09:22 BRT
 

MILÃO (Reuters) - O banco brasileiro BTG Pactual investiu no banco italiano Banca Monte dei Paschi di Siena para o médio prazo e irá permanecer até que a instituição europeia se recupere, disse o presidente do banco em entrevista a um jornal nesta quinta-feira.

"Nós entramos no banco com a ideia de fazer parte de sua reorganização e com um horizonte de médio prazo, provavelmente de alguns anos", disse André Esteves ao jornal Il Sole 24 Ore. Ele disse apoiar a diretoria do banco italiano.

O BTG Pactual Europa, unidade do brasileiro BTG Pactual, comprou uma fatia de 2 por cento no Monte dei Paschi neste ano da fundação do banco italiano que era anteriormente a acionista controladora.

A fundação vendeu outros 4,5 por cento do banco para o fundo baseado nos Estados Unidos Fintech Advisory, e fechou um pacto de acionistas com os dois investidores.

O BTG também está interessado na gestora de recursos suíça BSI. Sua controladora, a seguradora italiana Generali, anunciou na quarta-feira que iniciou conversas sobre uma venda com o grupo brasileiro.

"É um investimento estratégico. Se chegarmos a uma conclusão desse acordo, o BSI será parte do principal negócio do BTG", disse Esteves.

O executivo também afirmou que o grupo avalia diversas privatizações que estão sendo feitas na Itália.

"Nós gostamos de infraestrutura", disse ele. "2012 foi o ano da Espanha, 2013 foi da Grécia, em alguma extensão. Este é o seu ano (da Itália)", acrescentou Esteves.

Por Stephen Jewkes