China prevê alta na safra de cereais em 14/15 e redução de importações

quinta-feira, 15 de maio de 2014 14:23 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A China irá registrar uma nova grande safra de cereais neste ano, depois que subsídios e outros incentivos encorajaram produtores a expandir a área de grãos, disse um instituto oficial de pesquisa nesta quinta-feira.

A expectativa de uma safra ampla levou a uma menor estimativa de importações, em meio a níveis recordes de estoques no país e crescimento moderado do consumo, disse o Centro Nacional de Informações de Grãos e Oleaginosas da China (Cngoic, na sigla em inglês).

A China deverá produzir um total de 552,14 milhões de toneladas de trigo, milho e arroz em 2014/15, alta de 1,7 por cento ante a safra passada, enquanto as importações dos três cereais deverão cair em 34,3 por cento para 11,5 milhões de toneladas, disse o centro.

O consumo deverá crescer apenas 2 por cento, para 530,93 milhões de toneladas, afetado por um crescimento econômico menos acelerado e margens negativas para criadores de suínos, que estão reduzindo a produção de ração.

A China, maior produtor e consumidor mundial de trigo, deverá produzir 122,6 milhões de toneladas do cereal em 14/15, alta de 0,7 por cento ante ano passado.

(Reportagem de Niu Shuping e Chen Aizhu)