Air Canada não substituirá jatos da Embraer por aviões CSeries da Bombardier

quinta-feira, 15 de maio de 2014 14:28 BRT
 

(Reuters) - A Air Canada disse que não irá substituir 25 aviões de corredor único da Embraer, em um golpe nas esperanças da Bombardier de colocar suas aeronaves CSeries na frota da companhia.

Os CSeries têm sido afetados por diversos atrasos e estouros de orçamento, mas estavam na disputa para substituir estas aeronaves, que fazem parte da frota de 45 aviões E190 da Air Canada, fabricados pela brasileira Embraer.

"Após uma análise cuidadosa, a Air Canada decidiu continuar a operar as aeronaves (da Embraer) dada a baixa idade da frota ... e para evitar investimentos e dívidas adicionais", disse a maior companhia aérea canadense em um comunicado nesta quinta-feira.

A decisão da Air Canada vem depois que a companhia divulgou um prejuízo maior no primeiro trimestre, principalmente devido a um dólar canadense mais fraco.

Em teoria, no entanto, as aeronaves CSeries ainda podem vir a substituir estes jatos no futuro.

No mês passado, a Air Canada fechou um acordo para vender o restante de seus aviões E190 à Boeing. Como parte deste acordo, a Air Canada finalizou seu pedido por 61 jatos 737 Max de corredor único da Boeing, completando a primeira fase do plano de renovação da frota de jatos de corredor único da companhia aérea.

(Por Shubhankar Chakravorty)