Aécio prega transparência fiscal e redução das bandas da meta de inflação

sexta-feira, 16 de maio de 2014 14:57 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O pré-candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves, prometeu nesta sexta-feira transparência na política fiscal, redução da margem de tolerância da meta de inflação e revisão das bases do acordo do Mercosul.

Durante discurso em São Paulo, o senador tucano disse que essa postura na política macroeconômica vai permitir recuperar a credibilidade perdida, segundo ele, no governo da presidente Dilma Rousseff (PT).

"É essencial interligar e coordenar a política macroeconômica, sem maquiagem para se alcançar o superávit primário, com transparência absoluta, e buscar alcançar o centro da meta de inflação com redução das bandas", disse Aécio durante evento na Câmara Americana de Comércio (Amcham).

"Isso é essencial para a retomada da credibilidade."

O governo tem sido criticado pela maneira como tem conduzido a política fiscal, especialmente por usar o que se chamou no mercado de "contabilidade criativa" e receitas extraordinárias para cumprir as metas de superávit primário.

A inflação, cuja meta é de 4,5 por cento com tolerância de 2 pontos percentuais, tem flertado nos últimos anos com o limite máximo de 6,5 por cento, como ocorreu em 2011.

A expectativa de economistas compilada pela pesquisa Focus do Banco Central aponta que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA) fique em 6,39 por cento neste ano e em 6 por cento em 2015.

Em abril, a inflação desacelerou a alta a 0,67 por cento e atingiu 6,28 por cento em 12 meses. Para combater a alta dos preços, o Banco Central já elevou a taxa Selic em 3,75 pontos percentuais, para 11 por cento ao ano, num ciclo de aperto iniciado no ano passado.

Aécio voltou a afirmar que, se eleito, colocará a simplificação tributária como prioridade para permitir a abertura de espaço fiscal para uma redução da carga tributária no médio ou longo prazos. No dado mais recente da Receita Federal, a carga fechou 2012 em 35,85 por cento do Produto Interno Bruto (PIB).   Continuação...

 
Pré-candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves, durante entrevista à Reuters, no Senado. O pré-candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves, prometeu nesta sexta-feira transparência na política fiscal, redução da margem de tolerância da meta de inflação e revisão das bases do acordo do Mercosul. 2/04/2014.  REUTERS/Ueslei Marcelino