ONS reduz previsão de chuvas para maio e preço de energia segue no teto

sexta-feira, 16 de maio de 2014 17:52 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) reduziu a estimativa de chuvas para abastecer reservatórios do país em maio e o preço de energia de curto prazo se manteve no teto para a maioria das regiões na próxima semana.

O preço de energia de curto prazo dado pelo Preço de Liquidação de Diferenças para a semana de 17 a 23 de maio se manteve-se em 822,83 reais por megawatt-hora (MWh) no Sudeste/Centro Oeste, Nordeste e Sul, segundo dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica. No Norte, o preço teve uma leve redução no patamar de carga leve, para 124,94 reais por MWh, e ficou em 160,61 reais por MWh nos outros patamares.

As chuvas previstas para o Sudeste/Centro Oeste em maio foram reduzidas para 70 por cento da média histórica ante 74 por cento da média histórica estimados na semana passada. No Sul, a estimativa de chuvas para maio caiu de 119 por cento da média histórica para 89 por cento da média histórica.

No Norte, a redução nas estimativas foi de 104 por cento da média histórica para 98 por cento. No Nordeste, a redução da previsão foi leve, de 43 por cento da média para 42 por cento da média histórica.

"Na semana de 17 a 23 de maio, deverá ocorrer chuva fraca a moderada nas bacias hidrográficas da região Sul, na bacia do rio Paranapanema e no trecho incremental à hidrelétrica Itaipu, além de chuva fraca na bacia do rio Tietê no fim da semana", informou o ONS na revisão do Programa Mensal de Operação.

A geração térmica indicada para a próxima semana é de 16,6 gigawatts (GW) médios.

Com a piora das previsões, a expectativa agora é de que os reservatórios de hidrelétricas do Sudeste/Centro-Oeste terminem maio a 36,1 por cento, no Sul a 50,9 por cento, no Nordeste a 40,8 por cento e no Norte a 93,3 por cento.

(Por Anna Flávia Rochas)