Produção de aço do Brasil em abril é a menor para o mês desde 2010

sexta-feira, 16 de maio de 2014 19:18 BRT
 

SÃO PAULO - A produção brasileira de aço bruto em abril foi a menor já registrada para o mês desde 2010, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Aço Brasil (IABr) e que mostraram recuo tanto na comparação mensal quanto na anual.

No mês passado, as siderúrgicas brasileiras produziram 2,767 milhões de toneladas de aço bruto, queda de 7,5 por cento sobre março e de 5 por cento sobre abril de 2013. O volume foi o menor para o mês desde as 2,707 milhões de toneladas de 2010.

A queda na produção foi puxada por recuo nos laminados longos, usados na construção civil principalmente, e planos, que têm importante utilização na indústria de veículos e equipamentos.

A produção de longos teve recuo anual de 4,4 por cento em abril, para 935,6 mil toneladas, e os produtos planos tiveram queda de 0,7 por cento, para 1,242 milhão de toneladas em abril.

No final do mês passado, a Usiminas USIM5.SA, maior produtora de aços planos do Brasil, afirmou que não esperava a ocorrência no segundo trimestre de tradicional alta nas vendas de aço, diante da perspectiva de redução na produção de veículos do país. [ID:nL2N0NG1J9]

No acumulado de janeiro a abril, a produção de aço bruto do Brasil está praticamente estável com o mesmo período do ano passado, a 11,132 milhões de toneladas, segundo o IABr.

As vendas de aço no mercado interno, enquanto isso, acumulam ligeira queda de 0,4 por cento no primeiro quadrimestre sobre um ano antes, para 7,290 milhões de toneladas. As vendas de abril recuaram 6,6 por cento sobre um ano antes, para 1,813 milhão de toneladas.

A indústria encerrou abril com exportações no mês de 650 mil toneladas de produtos siderúrgicos, menor nível para o mês desde 2009 e tombo de 20,5 por cento sobre o volume vendido ao exterior um ano antes. De janeiro a abril, o setor amarga queda de 19,4 por cento no volume exportado, para 2,654 milhões de toneladas.

Já as importações tiveram alta anual em abril de 10,7 por cento, a 365 mil toneladas, acumulando no ano até o mês passado aumento de 5,7 por cento, para 1,242 milhão de toneladas.

(Por Alberto Alerigi Jr.)