Infraestrutura do Brasil deve passar em teste da Copa, diz Fitch

segunda-feira, 19 de maio de 2014 11:01 BRT
 

S(Reuters) - Os aeroportos brasileiros provavelmente vão acomodar o tráfego extra de passageiros que será gerado pela Copa do Mundo de futebol, afirmou a agência de classificação de risco Fitch em comunicado divulgado nesta segunda-feira.

Apesar disso, a agência afirmou que os aeroportos internacionais de Cuiabá (quatro jogos), Fortaleza (seis jogos) e Confins (seis jogos) "apresentam os mais significativos riscos de atrasados no término de obras até a Copa do Mundo". Segundo a Fitch, Cuiabá é o que apresenta a situação "mais desafiadora", com apenas 75 por cento das obras programadas completadas.

A agência também comentou que as redes urbanas de transporte público não têm infraestrutura de conexão adequada com os aeroportos e que para acomodar o fluxo de turistas durante os dias de jogos, "cidades como Rio de Janeiro declararam feriados".

"Apesar da decretação de feriado reduzir o tráfego significativamente, é improvável que a medida atenda completamente as necessidades de capacidade."

Segundo a Fitch, o Rio de Janeiro receberá 544 mil visitantes e São Paulo receberá cerca de 390 mil.