China define planos detalhados de reforma em 2014

terça-feira, 20 de maio de 2014 07:24 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - O gabinete da China aprovou planos detalhados a serem executados em 2014 para avançar com reformas econômicas, ressaltando a determinação de Pequim para fomentar um crescimento mais sustentável.

Pequim permitirá que governos locais dependam mais da venda de títulos municipais para seu financiamento, e vai diminuir gradualmente a dependência deles de veículos de financiamento de governos locais para recursos, segundo um comunicado publicado nesta terça-feira no site do governo.

O comunicado foi publicado pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, a principal agência de planejamento econômico do país, e foi aprovado pelo conselho do Estado.

As diretrizes surgiram na sequência de uma reunião da comissão durante o final de semana, que definiu nove prioridades de reforma para 2014, incluindo o aprofundamento das reformas nas indústrias de energia e de óleo e gás e a redução das exigências para aprovações de investimento.

O plano também diz que será montado um sistema de gerenciamento de cotas para dívidas de governos locais.

Além disso, o plano repetiu a posição do governo de que as forças do mercado poderão ter um papel maior na definição da taxa de câmbio do iuan.

(Por Aileen Wang e Koh Gui Qing)