Acionista da AstraZeneca pede que empresa retome negociações com Pfizer

terça-feira, 20 de maio de 2014 08:25 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A gestora Schroders, décima segunda maior acionista da AstraZeneca, juntou-se a um grupo de investidores que desaprovam a rejeição da empresa à oferta de aquisição feita pela Pfizer e instou a empresa a retomar as negociações.

Em uma declaração nesta terça-feira, a gestora britânica de fundos, que detém uma participação de 2 por cento na AstraZeneca, disse que "iria incentivar a direção da AstraZeneca a recomeçar seu envolvimento com a Pfizer e, posteriormente, seus acionistas".

A Schroders também criticou a intransigência dos dois lados após a AstraZeneca rejeitar na segunda-feira uma oferta de 55 libras por ação feita pela Pfizer, que disse que essa era sua última proposta.

"A Schroders constata com decepção a rejeição rápida pelo Conselho de AstraZeneca da mais recente oferta da Pfizer e a decisão do Conselho da Pfizer de apontar um fim prematuro para essas negociações ao chamar sua mais recente proposta de última oferta", disse a Schroders.

(Por Chris Vellacott)