IPCA-15 desacelera em maio com alimentos e abre caminho para manutenção dos juros

quarta-feira, 21 de maio de 2014 11:27 BRT
 

Por Camila Moreira

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) desacelerou a alta a 0,58 por cento em maio, em linha com as expectativas e favorecido pelos preços de alimentos e de tarifas aéreas, o que pavimenta ainda mais o caminho para o Banco Central parar de subir os juros agora.

Apesar da desaceleração mensal, o indicador --prévia da inflação oficial do país-- atingiu 6,31 por cento em 12 meses até maio, ante 6,19 por cento em abril, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira.

A meta de inflação é de 4,5 por cento pelo IPCA, com margem de 2 pontos percentuais para mais ou menos. Em abril, o IPCA-15 havia avançado 0,78 por cento, enquanto o IPCA 0,67 por cento e, em 12 meses, 6,28 por cento.

Os resultados ficaram em linha com as expectativas em pesquisa da Reuters, cujas medianas apontavam alta de 0,56 por cento sobre abril e de 6,29 por cento em 12 meses.

Segundo o IBGE, o principal responsável pela desaceleração do indicador em maio foi o grupo Alimentação e Bebidas, cujos preços avançaram 0,88 por cento, ante alta de 1,84 por cento no mês anterior. Ainda assim, esse foi o grupo com maior impacto em maio, de 0,22 ponto percentual.

Também teve destaque Transportes, com deflação de 0,33 por cento em maio após alta de 0,54 por cento em abril. Isso decorreu sobretudo da queda de 21,26 por cento nos preços das tarifas aéreas, que exerceu o principal impacto negativo no IPCA-15, de -0,11 ponto percentual.

A desaceleração dos preços dos alimentos, após a seca que afetou grande parte do Brasil no início do ano, era esperada pelos agentes econômicos e pelo Banco Central, e vinha se desenhando nos preços no atacado.

Nas contas do Banco Fator, o índice de difusão do IPCA-15 caiu em maio a 67,4 por cento, contra 72,9 por cento no mês anterior.   Continuação...

 
Vendedor de uma barraca de legumes em uma feira livre do bairro de Vila Madalena, na cidade de São Paulo. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) desacelerou a alta a 0,58 por cento em maio, em linha com as expectativas e favorecido pelos preços de alimentos e de tarifas aéreas.  9/11/2013. REUTERS/Nacho Doce