Wall Street sobe após ata do Fed; Dow tem melhor dia em um mês

quarta-feira, 21 de maio de 2014 17:49 BRT
 

Por Angela Moon

A YORK (Reuters) - As ações dos Estados Unidos fecharam em alta nesta quarta-feira, recuperando-se depois das perdas do dia anterior, após a ata da última reunião do Federal Reserve mostrar que o banco central norte-americano discutiu um eventual aperto monetário mas não tomou decisão sobre quais ferramentas utilizar.

A alta do Dow Jones foi a maior alta diária desde meados de abril. Os papéis do Goldman Sachs tiveram o principal ganho do índice de blue chips, subindo 1,9 por cento, para 159,35 dólares.

O índice Dow Jones avançou 0,97 por cento, para 16.533 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve valorização de 0,81 por cento, para 1.888 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,85 por cento, para 4.131 pontos.

O documento divulgado nesta quarta-feira mostrou que as autoridades do Fed apresentaram diversos cenários para elevar a taxa de juros, mas sublinharam que o debate é apenas um "planejamento prudente" e não um sinal de que o aumento da taxa é iminente.

"A ata está em linha com o que os investidores estão pensando. Nós vemos recuperação do crescimento, mas ainda não ao ponto em que a economia esteja exageradamente fortalecida", afirmou o estrategista-chefe de mercado da Banyan Partners, Robert Pavlik.

Com o ganho desta sessão, o S&P 500 fechou em alta em três das últimas quatro sessões. Mas o mercado ainda acumula perdas de 1 por cento em relação ao recorde intradia atingido em maio de 2013.

As ações de varejo voltaram a ganhar destaque. Os papéis da Tiffany subiram 9,1 por cento, para 96,30 dólares, um dos melhores desempenhos do S&P 500, após a varejista de joias elevar a previsão de lucros para o ano. O subíndice de varejo do S&P ganhou 1,2 por cento.