PMI preliminar do HSBC de indústria da China tem melhor resultado em 5 meses

quinta-feira, 22 de maio de 2014 07:27 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A indústria da China registrou a melhor performance em cinco meses em maio, mostrou a o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) preliminar do HSBC nesta quinta-feira, embora o setor em geral ainda tenha contraído ligeiramente.

O PMI preliminar se recuperou para 49,7 em maio ante leitura final de abril de 48,1, superando expectativa em pesquisa da Reuters de 48,1.

Mas o número ficou um pouco abaixo do nível de 50 que separa crescimento de contração, indicando que a indústria na verdade enfrentou uma ligeira queda na atividade.

Ainda assim, aqueles que esperam qualquer sinal de estabilidade na economia da China podem encontrar algum alívio nesse resultado.

Todos os subíndices de produção, demanda externa e doméstica melhoraram substancialmente em maio, indo acima da marca de 50. As novas encomendas de exportação, uma medida de demanda externa, mostraram a maior virada. O índice avançou 3,4 pontos, para 52,7, nível que não era visto em quase três anos e meio.

"A melhora foi generalizada com tanto as novas encomendas quanto as novas encomendas de exportação de volta a território de expansão. Pressões desinflacionárias também aliviariam ao longo do mês e os preços de produção aumentaram pela primeira vez desde novembro de 2013", disse o economista-chefe do HSBC para China Qu Hongbin.

"Alguns sinais de estabilização estão surgindo, parcialmente como resultado das recentes medidas de mini-estímulo e custos de empréstimos menores. Mas os riscos ao crescimento continuam, particularmente uma vez que o mercado imobiliário continua a esfriar."

(Reportagem de Koh Gui Qing)