Cade investiga suposto cartel de resinas para revestimentos e compósitos

quinta-feira, 22 de maio de 2014 10:37 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) divulgou nesta quinta-feira que a Superintendência Geral da autarquia realizou busca e apreensão em dez empresas na véspera, em operação que investiga suposto cartel nos mercados de resinas para revestimentos e compósitos.

Em comunicado à imprensa, o Cade afirmou que apurações preliminares apontaram que as empresas teriam trocado informações comerciais sensíveis, dividido mercado entre si e fixado preços de venda em conjunto.

A busca e apreensão ocorreu em escritórios e sedes das companhias em 12 cidades dos Estados de São Paulo, Espírito Santo e Paraná. O órgão antitruste não divulgou os nomes das empresas.

As resinas para revestimentos são empregadas na fabricação de produtos como tintas e as para compósitos são utilizadas em caixas-d'água, piscinas e laminados, também sendo usadas na indústria automobilística e náutica.

"As práticas anticompetitivas teriam sido adotadas possivelmente desde 2004", disse o Cade, acrescentando que reuniões envolvendo representantes das empresas teriam ocorrido semanalmente entre 2010 e 2012 em locais como hotéis e shoppings.

Os documentos apreendidos na operação, que contou com a atuação de mais de 100 servidores do Cade, da Polícia Federal, do Ministério Público e de oficiais de Justiça, serão agora examinados pela Superintendência Geral do Cade, que iniciará um processo administrativo caso sejam confirmados os indícios de cartel.

(Por Marcela Ayres)