China espera que situação de comércio melhore em maio

sexta-feira, 23 de maio de 2014 11:33 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A situação do comércio da China deve continuar a melhorar em maio à medida que efeitos de calendário perdem força e as medidas de apoio do governo entram em vigor, disse a agência alfandegária nesta sexta-feira, citando um indicador oficial.

As exportações e importações da China voltaram a ter um leve crescimento em abril uma vez que as encomendas dos Estados Unidos e da União Europeia deram um salto, oferecendo alguns sinais positivos para a segunda maior economia do mundo.

Analistas têm atribuído os fracos números de comércio em parte a uma base de comparação inflada com o ano passado devido a uma leva de faturamentos falsos de exportações para contornar restrições cambiais. As autoridades têm reprimido tais atividades desde maio do ano passado.

"O comércio da China ainda está dentro de uma faixa razoável após o ajuste pela base de comparação relativamente mais alta", disse Huang Guohua, autoridade alfandegária sênior, em uma transmissão via internet através do site da agência.

O principal indicador da China de comércio subiu 0,2 ponto em abril ante março, para 41,9, acrescentou Huang.

O governo tem uma meta de 7,5 por cento de crescimento em exportações e importações neste ano. Após um começo fraco em 2014, o ministério disse que as exportações e importações combinadas precisam crescer a uma taxa anual de 11,3 por cento a cada mês, de maio a dezembro.

(Por Aileen Wang e Kevin Yao)