Economia russa crescerá 0,5% em 2014, diz presidente do BC russo

segunda-feira, 26 de maio de 2014 09:32 BRT
 

Por Oksana Kobzeva

SÃO PETERSBURGO Rússia (Reuters) - A economia russa deve crescer cerca de 0,5 por cento este ano, mas a ameaça geral à estabilidade vinda da crise na Ucrânia não será de "larga escala", disse a presidente do banco central russo, Elvira Nabiullina.

O BC da Rússia provavelmente revisará sua projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2014 para cerca de 0,5 por cento, disse Nabiullina em uma entrevista à Reuters aprovada para publicação nesta segunda-feira, revelando que tinha uma projeção anterior de 0,9 por cento de crescimento.

A economia está à beira de uma recessão depois que o PIB trimestral caiu 0,5 por cento nos primeiros três meses do ano, impactada por sanções e instabilidade geradas a partir do impasse com a Ucrânia e uma incerteza mais ampla do mercado dos emergentes.

Nabiullina disse que ainda é cedo demais para se falar de uma recessão, antes que os dados macroeconômicos completos para o segundo trimestre sejam divulgados, mas ela reconheceu que a economia foi afetada.

"As sanções e a expectativa de sanções afetam a economia russa, mas não podemos dizer que é um impacto de larga escala", disse Nabiullina.

"Qualquer argumento sobre projeções de crescimento para este ano é acadêmico -- não há diferença entre crescimento zero, ou 0,2 por cento ou 0,5 por cento", disse ela.

Com base em dados do banco central, a fuga de capital nos primeiros quatro mestres do ano alcançou cerca de 68 bilhões de dólares, superando o total de todo o ano passado.