Itália impulsiona ações europeias após resultado de eleição da UE

segunda-feira, 26 de maio de 2014 14:39 BRT
 

Por Atul Prakash

LONDRES (Reuters) - As ações europeias fecharam em alta nesta segunda-feira, impulsionadas pela bolsa italiana após os eleitores endossarem as reformas do Partido Democrático, do primeiro-ministro Matteo Renzi, nas eleições europeias.

Os resultados das eleições em 28 países que formam o bloco mostraram que os partidos de centro-esquerda e centro-direita pró-europeus vão manter o controle de cerca de 70 por cento dos 751 assentos da legislatura da União Europeia. O número de políticos considerados eurocéticos, no entanto, vai mais do que dobrar.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, subiu 0,53 por cento, a 1.376 pontos. O indicador Euro Stoxx 50 avançou 1,16 por cento, para 3.240 pontos.

O volume de negociação ficou reduzido devido aos feriados em Londres e em Nova York.

"As pessoas tinham medo de os partidos eurocéticos serem os grandes vencedores. Em alguns países, eles são os grandes vencedores, mas o resultado não é tão ruim quanto se temia", afirmou o economista sênior do KBC, Koen De Leus.

"Por exemplo, os resultados eleitorais na Itália sugerem que Renzi será capaz de continuar com suas reformas", acrescentou.

O italiano FTSEMib registrou desempenho melhor do que outros importantes índices europeus, impulsionado por ganhos em bancos de foco doméstico, incluindo UBI Banca e BP Milano, cujos papéis subiram 6,8 por cento e 7,2 por cento, respectivamente.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,28 por cento, para 9.892 pontos.   Continuação...