Moagem de cana do CS recua 3,4% até 1ª quinzena de maio, diz Unica

terça-feira, 27 de maio de 2014 10:59 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A moagem de cana do centro-sul do Brasil somou 79,34 milhões de toneladas no acumulado da safra 2014/15, até 16 de maio, queda de 3,4 por cento ante igual período do ano anterior, por conta do menor número de usinas em atividades até o momento, informou nesta terça-feira a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica).

"O número de usinas em processamento neste ano ainda continua abaixo daquele apurado em 2013, comprometendo o avanço da moagem", disse o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues.

Segundo ele, algumas unidades produtoras consultadas pela Unica "estão em situação financeira delicada e sequer têm data prevista para início da safra".

Até o final da primeira metade de maio, 249 unidades entraram em atividade no centro-sul do país, região que responde por 90 por cento da produção nacional, contra 268 em igual período do ano passado. No acumulado da safra iniciada oficialmente em abril, a produção de açúcar totalizou 3,41 milhões de toneladas, com retração de 9,9 por cento ante igual período do ciclo anterior.

A produção de etanol no acumulado da safra recuou 1,7 por cento, somando 3,22 bilhões de litros.

A produção de etanol hidratado somou 2 bilhões de litros (queda de 9,4 por cento na comparação anual), e a de anidro, 1,2 bilhão de litros (aumento de 14,4 por cento).

Na primeira quinzena do mês, a produção de açúcar somou 1,9 milhão de toneladas, queda de 8,4 por cento, e a de etanol atingiu 1,59 bilhão de litros, baixa de 4,1 por cento, ambas em relação à mesma quinzena do ano anterior.

A Unica informou ainda que a produtividade agrícola também diminuiu, após uma severa seca no início do ano.

Levantamento realizado pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) aponta que o rendimento médio da lavoura colhida na região centro-sul desde o início da atual safra até o momento alcançou 82,09 toneladas de cana por hectare, queda de 7,1 por cento em relação ao mesmo período do último ano.

(Por Fabíola Gomes)