Facebook busca aprovação antitruste da UE para compra do Whatsapp

quarta-feira, 28 de maio de 2014 10:04 BRT
 

(Reuters) - A rede social Facebook pediu a reguladores antitruste da União Europeia para examinar a compra por 19 bilhões de dólares do serviço de mensagens móveis WhatsApp, afirmou uma pessoa com conhecimento direto do assunto nesta quarta-feira.

As empresas, que precisam da aprovação para fusões de vários reguladores nacionais na Europa, geralmente preferem levar seu caso à Comissão Europeia para evitar múltiplas análises.

O acordo recebeu sinal verde nos Estados Unidos no mês passado pela Federal Trade Commission (FTC).

O Escritório de Defesa do Consumidor da FTC, em carta para as duas empresas em 10 de abril, disse que o WhatsApp deve aderir às suas atuais práticas de privacidade após a fusão, incluindo uma promessa de não utilizar os dados pessoais de seus usuários para anúncios segmentados.

O Facebook não estava imediatamente disponível para comentar o assunto, enquanto uma porta-voz da Comissão Europeia não quis comentar.

(Por Foo Yun Chee e Arnab Sen)