Oferta da Tyson pela Hillshire supera a feita por divisão da JBS

quinta-feira, 29 de maio de 2014 12:56 BRT
 

(Reuters) - A processadora de carne Tyson Foods fez uma oferta para comprar a Hillshire Brands por 6,13 bilhões de dólares, superando a proposta da Pilgrim's Pride, unidade da JBS nos Estados Unidos, à medida que busca se expandir no segmento de alimentos para café da manhã.

A Tyson disse que oferecerá 50 dólares por ação, representando um prêmio de 11 por cento sobre o valor de fechamento da Hillshire na quarta-feira, 5 dólares a mais do que a oferta anunciada pela Pilgrim's na última terça-feira.

As ações da Hillshire, dona da conhecida marca Jimmy Dean, eram negociadas acima da oferta da Tyson, a 51,93 dólares às 12h40 (horário de Brasília) desta quinta-feira.

A alta sugere que alguns investidores estavam esperando que a oferta da Tyson resulte em um leilão pela companhia.

Procurada, a JBS no Brasil não comentou imediatamente a informação.

As ações da Tyson, maior processadora de carnes dos EUA, subiam 6,7 por cento no mesmo momento.

A Tyson disse que o valor total da proposta é de 6,8 bilhões de dólares.

Com base nas quase 123 milhões de ações em circulação em 29 de março, a companhia é avaliada em 6,13 bilhões de dólares, de acordo com cálculos da Reuters. A Hillshire tem uma dívida de longo prazo de 840 milhões de dólares, de acordo com a última informação divulgada.

A Pilgrim's ofereceu a compra da Hillshire em um negócio em dinheiro avaliado em 5,5 bilhões de dólares, com base no mesmo número de ações. O valor total da proposta foi de 6,4 bilhões de dólares, com o objetivo de expandir suas operações na área de alimentos processados.   Continuação...