Ações europeias seguem perto das máximas em 6 anos; serviços públicos recuam

quinta-feira, 29 de maio de 2014 14:35 BRT
 

Por Tricia Wright e Sudip Kar-Gupta

LONDRES (Reuters) - As ações europeias sustentaram-se perto das máximas em anos nesta quinta-feira, amparadas por perspectivas de novos estímulos do Banco Central Europeu (BCE) na semana que vem.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, subiu 0,09 por cento, a 1.379 pontos, bem perto da máxima em quase seis anos de 1.380 pontos atingida nesta semana.

O setor de serviços públicos teve desempenho inferior ao mercado, após o Citigroup cortar a classificação de papéis de empresas do setor no sul da Europa, como a Enel. Pressões regulatórias e maior competição poderiam afetar os resultados das companhias, afirmou o banco.

Os rebaixamentos do Citi provocaram o declínio de 0,2 por cento do Índice de Serviços Públicos do STOXX Europe 600, ante alta de 0,1 por cento do índice STOXX 600. O índice setorial acumula alta de 13 por cento desde o início de 2014, uma das melhores performances entre seus pares.

"A tendência é para cima, a tendência é amigável, mas eu não compraria nesses níveis", disse o chefe de negociações do Central Markets Investment Management, Darren Courtney-Cook. Ele afirmou que preferiria esperar recuos antes de comprar futuros do DAX.

Expectativas de que o presidente do BCE, Mario Draghi, vai anunciar corte nas taxas de juros ou outras medidas na semana que vem para evitar que a inflação recue demais e ajudar a economia permitiram que as bolsas da região mantenham um viés ascendente amplo desde o início de 2014.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,29 por cento, a 6.871 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX ficou estável, a 9.938 pontos.   Continuação...