Aumenta procura por marcas de carne após oferta pela Hillshire

sexta-feira, 30 de maio de 2014 20:22 BRT
 

LOS ANGELES/CHICAGO (Reuters) - A guerra de ofertas pela Hillshire Brands pode gerar mais acordos enquanto empresas de carne buscam retirar seus ativos da fazenda para a cozinha em um frenesi da indústria de comida que acelerou depois da aquisição pela China da Smithfield Foods um ano atrás.

Os acordos também estão sendo impulsionados pelo crescente apetite dos norte-americanos por proteína: as margens de lucro na produção de frango aumentaram mesmo com a queda do surpimento dos mercados de carne de boi e de porco, o que elevou preços, ampliando os custos para produtores e levando alguns consumidores e varejistas a procurar produtos aviários.

A atividade de fusões e aquisições no mercado de carne totalizou 20,3 bilhões de dólares até agora no ano, um aumento de 98 por cento na comparação com o mesmo período de 2013, de acordo com dados da Thomson Reuters.

A Tyson Foods ofereceu na quinta-feira comprar a Hillshire Brands por 6,3 bilhões de dólares excluindo dívidas, ultrapassando a oferta da Pilgrim's Pride pela empresa de linguiças no início da semana.

"Tivemos um ciclo muito forte de proteína. Isso gerou muito dinheiro e melhorou balanços, o que deu bastante poder para as companhias de proteínas" quando procuram acordos, disse a analista da Stephens Farha Aslam.

(Por P.J. Huffstutter)

(Por Luciana Bruno)