Bombardier estreita investigação de falha em motor de jato CSeries

segunda-feira, 2 de junho de 2014 18:24 BRT
 

DOHA (Reuters) - A canadense Bombardier estreitou a investigação sobre uma falha no motor do seu novo jato CSeries para algumas poucas causas possíveis e disse que o avião de teste pode voltar aos céus rapidamente se a causa for o que suspeita.

Guy Hachey, presidente da Bombardier Aerospace, se recusou nesta segunda-feira a dar detalhes do incidente que ocorreu na semana passada, mas disse que a empresa espera entendê-lo mais a fundo nesta semana.

"Estamos focando (a investigação) a algumas causas possíveis e devemos possivelmente, à medida que a semana evolui, chegar à causa mais provável, se não à raiz", disse ele à Reuters em uma entrevista em Doha.

"Nós seremos então capazes de falar mais sobre o caminho a ser seguido", disse Hachey, à margem da reunião anual da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata).

Notícias de um problema com o motor recém-desenvolvido da Pratt & Whitney tinham provocado temores de um impacto no programa já em atraso, e as ações da Bombardier caíram pelo segundo dia consecutivo nesta segunda-feira.

Hachey se recusou a discutir detalhes. Ele acrescentou que não havia razão para ajustar a meta da companhia de entregar o primeiro jato CSeries para a sueca Malmo Aviation através de uma empresa de leasing no segundo semestre de 2015.

(Por Tim Hepher e Victoria Bryan)