Índices tomam fôlego e iene mais fraco ajuda Nikkei

quarta-feira, 4 de junho de 2014 08:16 BRT
 

Por Lisa Twaronite

TÓQUIO, 6 Jun (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia recuaram de altas recentes nesta quarta-feira, com ações da China continental sendo pressionadas por precupações sobre demanda por novas moradias, mas com o índice japonês Nikkei sendo impulsionado pelo iene mais fraco.

Às 7h59 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 0,42 por cento, ficando mais distante da máxima de um ano atingida na semana passada.

"Sem ninguém com pressa para agir, os mercados ainda oscilam perto das altas recentes, uma vez que ninguém está disposto a fazer grandes apostas antes das reuniões de bancos centrais e de dados de emprego", disse Jonathan Sudaria, operador da London Capital Group, em nota a clientes.

O índice da bolsa de Hong Kong saiu da máxima de cinco meses registrada na terça-feira, uma vez que alguns investidores realizaram lucros. Enquanto isso, o mercado na China foi pressionado por ações do setor imobiliário diante de preocupações sobre uma demanda fraca por novas moradias. O índice de Xangai recuou 0,66 por cento.

O índice Nikkei conseguiu ir contra a tendência regional e subiu 0,2 por cento para uma nova máxima de 2 meses no fechamento, uma vez que um iene mais fraco ajudou os operadores a continuarem otimistas.