Preço de energia de curto prazo tem forte queda com melhora em previsões de chuva

sexta-feira, 6 de junho de 2014 19:29 BRT
 

Por Anna Flávia Rochas

SÃO PAULO (Reuters) - O preço de energia de curto prazo teve forte queda para a próxima semana, com melhora nas previsões de chuvas sobre hidrelétricas do país em junho em relação às estimativas anteriores e redução da estimativa de consumo de eletricidade.

"As reduções foram de, aproximadamente, 45 e 62 por cento nos submercados Sudeste/Nordeste e Norte e Sul, respectivamente", informou a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), nesta sexta-feira. O valor da energia de curto prazo é dado pelo Preço de Liquidação de Diferenças (PLD).

O PLD, que era de 577,39 reais por megawatt-hora, em média, na semana passada, caiu para 318,60 reais por MWh para Sudeste, Nordeste e Norte e 220,29 reais por MWh para o Sul.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou separadamente que, para o mês de junho, o subsistema Sul deve apresentar chuvas quase quatro vezes acima da média histórica para o mês.

No Sudeste/Centro-Oeste, deve chover praticamente dentro da média (99 por cento), no Nordeste as chuvas ficarão em 44 por cento da média histórica e no Norte as afluências de junho devem chegar a 97 por cento.

A previsão de consumo de carga de energia no Brasil em junho também foi reduzida, para um crescimento de 1,3 por cento ante mesmo mês do ano passado. Segundo o ONS, o feriado de Corpus Christi, que em 2013 ocorreu em maio, contribui para o baixo crescimento da carga previsto.

"Contribuirão, no mesmo sentido, os dias de jogos da Copa do Mundo, tanto aqueles com participação da seleção brasileira, quanto os demais jogos, porém estes últimos com impacto mais sensível nas capitais aonde eles se realizarem", informou o ONS.

O consumo de energia durante junho, mês da Copa do Mundo, tende a ser reduzido principalmente no segmento da indústria, já que algumas cidades-sede decretaram feriado em dia de jogo.   Continuação...