Demanda do consumidor sobe em maio, mas segue em queda no ano, diz Serasa

segunda-feira, 9 de junho de 2014 09:50 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A demanda dos consumidores por crédito no Brasil subiu 1,4 por cento em maio ante o mesmo mês do ano passado, informou nesta segunda-feira a Serasa Experian. Na comparação mensal, a demanda por financiamento subiu 8,5 por cento.

Segundo economistas da empresa de análise de informações de crédito, o custo cada vez maior dos empréstimos, a queda dos níveis de confiança dos consumidores e a inflação beirando o teto da meta do governo federal continuam "impactando desfavoravelmente" o crescimento da demanda.

O movimento de maio foi apoiado pelo Dia das Mães, importante data para o varejo nacional, além de um dia útil a mais no mês passado ante abril.

No acumulado de 2014, a demanda dos consumidores por crédito tem baixa de 3,9 por cento.

O maior aumento na procura por crédito em maio sobre um ano antes, de 7,9 por cento, ocorreu na faixa de renda de consumidores com rendimento de 1.000 a 2 mil reais mensais. Entre quem ganha até 500 reais mensais, houve baixa de 17,3 por cento.

(Por Renan Fagalde)