Petrobras "trabalha duro" para manter Rnest em US$18,5 bi, diz CEO

quarta-feira, 11 de junho de 2014 18:26 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A Petrobras já investiu 15 bilhões de dólares na Refinaria do Nordeste (Rnest), também conhecida como Abreu e Lima, e "trabalha duro" para cumprir orçamento atual de 18,5 bilhões de dólares, disse nesta quarta-feira a presidente da estatal, Maria das Graças Foster, em depoimento a uma CPI mista no Congresso Nacional.

Os valores envolvendo as obras da refinaria são alvo de suspeitas e integram um dos eixos investigados por duas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs).

"Trabalhamos firme, estamos... brigando para manter esses 18 bilhões e meio", disse a presidente da estatal

"Hoje nós estamos a 15 bilhões de dólares nessa refinaria... Nós estamos trabalhando duro para ajustar tudo isso."

O orçamento preliminar do projeto, divulgado ainda em 2005, era da ordem de 2,5 bilhões de dólares.

Segundo a executiva, as obras da Rnest estão 87 por cento concluídas.

Graça argumentou que o elevado montante já utilizado na construção deve-se não apenas à refinaria em si, que conta com dois trens de refino de tipos diferentes de petróleo, mas também à toda a infraestrutura externa na área da unidade.

No longo depoimento prestado à comissão formada por senadores e deputados, a executiva refutou diversas vezes acusações de que as atividades da empresa têm sido realizadas de forma displicente, ou até mesmo de maneira criminosa.

"Nós não podemos aceitar, definitivamente, algumas colocações de que a gente não tem procedimentos", afirmou.   Continuação...