Wall St sobe por Intel, mas acumula perdas na semana

sexta-feira, 13 de junho de 2014 18:07 BRT
 

NOVA YORK, 13 Jun (Reuters) - As ações dos Estados Unidos fecharam em alta nesta sexta-feira, impulsionadas por notícias positivas do setor de tecnologia, mas os principais indicadores caíram no acumulado da semana por conta do nervosismo pela escalada da violência no Iraque.

O Dow Jones fechou em alta de 0,25 por cento, para 16.775 pontos, o S&P 500 subiu 0,31 por cento, para 1.936 pontos, e o Nasdaq ganhou 0,30 por cento, para 4.310 pontos.

Na semana, o Dow caiu 0,9 por cento, o S&P recuou 0,7 por cento e o Nasdaq perdeu 0,25 por cento.

As ações da Intel Corp registraram uma das maiores altas do S&P 500 e um dos nomes mais ativos da Nasdaq, mas os ganhos totais foram limitados, com os investidores mantendo estreita vigilância sobre a violência no Iraque, que levou os preços do petróleo ao nível mais alto desde setembro.

Analistas estão preocupados com o impacto que um período prolongado de altos preços das commodities poderia ter sobre o crescimento econômico, especialmente com índices perto de níveis recordes.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta sexta-feira que ainda será preciso de vários dias para avaliar as opções sobre como os norte-americanos poderão ajudar o Iraque a lidar com os insurgentes, e acrescentou que qualquer ação precisará de significativo envolvimento do próprio Iraque.

"A situação no Iraque é mais uma dessas crises geopolíticas que têm impacto de curto prazo no mercado. Ela vai continuar criando volatilidade no mercado de petróleo, mas eu não acho que isso vai se espalhar tanto às ações", disse o diretor de trading e derivativos da Charles Schwab, Randy Frederick.

O índice CBOE Volatility VIX, chamado medidor de medo de Wall Street, caiu 3,03 por cento, para 12,18.

As ações da Intel saltaram quase 7 por cento, um dia depois de elevar sua previsão de receita para o ano, citando a demanda mais forte do que o esperado para os computadores pessoais utilizados pelas empresas.

(Reportagem de Angela Moon)