Crise na GM aumenta com recall de mais 3 milhões de veículos

segunda-feira, 16 de junho de 2014 21:06 BRT
 

SAN FRANCISCO/DETROIT (Reuters) - A General Motors anunciou nesta segunda-feira um recall de mais 3 milhões de automóveis devido a problemas na chave da ignição, quase dobrando o número de veículos com problemas em uma crise que afeta este ano a montadora e a nova presidente-executiva Marry Barra.

A GM informou o recall de 3,36 milhão de carros de médio e grande porte globalmente com problemas na ignição que pode sair da posição de "ligado", podendo potencialmente afetar o motor, os freios e os air bags.

O problema na chave é semelhante ao defeito ligado a ao menos 13 mortes anteriormente, em um recall de 2,6 milhões de veículos Cobalts da Chevrolet e outros carros menores.

Os engenheiros da GM notaram o problema no Cobalt mais de uma década atrás, e a lenta resposta da GM ao problema levou a investigações pela companhia, pelo Congresso norte-americano e por agências federais.

A fabricante disse nesta segunda-feira que substituirá ou consertará as chaves de ignição para eliminar uma fenda no final da chave. A fenda permite que a chave vire para o lado e empurre a ignição para for a da posição de ligado.

O mais novo recall inclui Buick LaCrosse, Chevrolet Impala, Cadillac DeVille e diversos outros modelos, apesar de apenas o Impala estar atualmente em produção. O recall envolve modelos de 2000 a 2014.

(Por Peter Henderson e Paul Lienert)