Loja de aplicativos portuguesa acusa Google de práticas anticompetitivas

terça-feira, 17 de junho de 2014 12:19 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - A loja portuguesa de aplicativos Aptoide pediu que os reguladores da União Europeia tomem atitudes contra o Google por supostamente bloquear rivais no bilionário mercado de aplicativos para celulares.

Os aplicativos são um importante negócio para o Google e a rival Apple, com mercado movimentando em torno de 25 bilhões de dólares de acordo com analistas. A Play Store, do Google, e a App Store, da Apple, são as duas maiores lojas da indústria de celular.

O presidente-executivo da Aptoide, Paulo Trezentos, disse em comunicado que o Google não estava sendo leal na indústria de aplicativos móveis e que a companhia levou sua reclamação aos reguladores de competição da União Europeia.

"Pedimos que a comissão retome a competição leal no mercado, para que possamos competir por nossos próprios méritos", disse o vice-presidente operacional da Aptoide, Alvaro Pinto.

O porta-voz da comissão Antoine Colombani confirmou ter recebido a reclamação, mas não comentou. O porta-voz do Google Al Verney não respondeu a diversos e-mails e ligações para se manifestar.

(Por Foo Yun Chee)