Gasto com exploração e produção de óleo e gás deve subir 6% em 2014, diz Barclays

quarta-feira, 18 de junho de 2014 10:32 BRT
 

(Reuters) - Companhias de petróleo e gás vão aumentar seus gastos com exploração e produção em 6 por cento neste ano, para 712 bilhões de dólares, apesar de um leve recuo nos investimentos das grandes empresas, informou o Barclays.

Os investimentos de grandes petroleiras deve permanecer estável neste ano, disse o Barclays em um relatório nesta quarta-feira.

O banco disse anteriormente que esperava que os investimentos delas subissem quase 3 por cento.

As grandes companhias de petróleo, Exxon Mobil, Chevron, Royal Dutch Shell, Total e BP, estão mantendo um forte controle sobre os gastos à medida que buscam aumentar os retornos aos acionistas.

O Barclays disse esperar que companhias menores e independentes de petróleo e gás impulsionem o crescimento dos investimentos na América do Norte, onde espera-se que os orçamentos de investimentos cresçam 8,4 por cento neste ano, acima dos 7,3 por cento projetados anteriormente.

Há potencial para uma aplicação maior de capital nos Estados Unidos devido a riscos geopolíticos em outros países produtores de petróleo, particularmente o Iraque, disse o Barclays.

O relatório do banco é baseado em uma pesquisa realizada no mês passado com mais de 300 companhias de petróleo e gás.

(Por Swetha Gopinath, em Bangalore)