H&M planeja mais sites de venda online para alcançar rivais de moda

quarta-feira, 18 de junho de 2014 11:00 BRT
 

ESTOCOLMO (Reuters) - A Hennes & Mauritz, segunda maior varejista de moda do mundo, planeja acelerar o passo de sua expansão online no ano que vem para alcançar as rivais no comércio eletrônico.

Mais conhecida como H&M, a empresa sueca de moda de baixo custo disse nesta quarta-feira que as vendas em junho tiveram um bom começo após divulgar um lucro no segundo trimestre fiscal em linha com as previsões de analistas.

A H&M, que foi mais lenta que muitas de suas concorrentes para começar a vender online, disse que vai lançar sites em oito a 10 mercados em 2015 após implementá-los na Espanha, Itália e China ainda este ano.

Atualmente a empresa tem presença online em 10 mercados, menos da metade da maior rival Zara, que pertence à Inditex e que vende online em 25 mercados.

A H&M está investindo pesado para desenvolver novos sites online e ampliar sua oferta de produtos com outras marcas como COS, & Other Stories e H&M Home. A companhia planeja inaugurar 375 lojas neste ano, abrindo pela primeira vez nas Filipinas e na Índia na segunda metade do ano.

O lucro antes de impostos ficou em 7,6 bilhões de coroas suecas (1,1 bilhão de dólares) de março até maio, em linha com previsão média em uma consulta da Reuters com analistas. A margem bruta foi de 60,8 por cento - pouco abaixo da previsão de 61,2 por cento.

"Nossos investimentos vão afetar negativamente a rentabilidade da H&M no curto prazo, mas positivamente no longo prazo", disse o presidente-executivo da companhia, Karl-Johan Persson.

(Por Mia Shanley)