Bank of America pede que procurador geral dos EUA se encontre com CEO, dizem fontes

sexta-feira, 20 de junho de 2014 09:49 BRT
 

NOVA YORK/WASHINGTON (Reuters) - Representantes do Bank of America pediram ao procurador geral dos Estados Unidos, Eric Holder, para se reunir com Brian Moynihan, seu presidente-executivo, em uma tentativa de resolver diferenças sobre um possível acordo multibilionário envolvendo títulos de hipotecas de má qualidade vendidos pelo segundo maior banco dos EUA e suas unidades, de acordo com pessoas familiarizadas com as negociações.

Negociadores do Bank of America e do Departamento de Justiça se encontraram há mais de uma semana e não têm planos de fazê-lo depois de uma série de reuniões não aproximá-los de um montante para o acordo, disseram as fontes.

O porta voz do Bank of America Lawrence Grayson e a porta-voz do Departamento de Justiça Dena Iverson não quiseram comentar.

O acordo busca resolver várias investigações sobre o empacotamento de hipotecas de risco em títulos feito pelo banco. Uma investigação envolve o Merrill Lynch, que o Bank of America adquiriu no auge da crise financeira de 2008.O Bank of America tem discutido o pagamento de cerca de 12 bilhões de dólares, disseram pessoas familiarizadas com o assunto.

Já o Departamento de Justiça sugeriu o pagamento de 17 bilhões de dólares na última rodada de negociações, e não viu a oferta do banco como uma proposta séria, disse uma fonte na semana passada.

(Por Karen Freifeld e Aruna Viswanatha)