Presidente do BC do Japão pede reformas mais ousadas para cumprir compromisso do G20

segunda-feira, 23 de junho de 2014 08:45 BRT
 

Por Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - O presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, pediu nesta segunda-feira esforços mais ousados para elevar o potencial da economia como parte da campanha do G20 para impulsionar o crescimento global de longo prazo, mantendo a pressão em cima do primeiro-ministro para que apresente uma estratégia plausível de expansão econômica.

"Elaborar estratégias para o crescimento é o principal desafio do G20, então o Japão precisa fazer mais esforços sobre isso", afirmou Kuroda em reunião com executivos nesta segunda-feira.

O primeiro-ministro, Shinzo Abe, prometeu elevar o crescimento potencial para 2 por cento, ante os atuais cerca de 0,5 por cento.

Kuroda descreveu a meta como "ambiciosa, mas não impossível", caso haja esforços para desregular a economia e incentivar mulheres e estrangeiros a participar da força de trabalho.

As declarações foram feitas um dia antes de Abe apresentar sua nova estratégia de crescimento de longo prazo, que inclui medidas como cortes de impostos e reforma da previdência.