Demanda por voos domésticos cresce 4,3% em maio, dizem aéreas

terça-feira, 24 de junho de 2014 10:38 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A demanda por voos domésticos das quatro maiores empresas aéreas do Brasil cresceu 4,3 por cento em maio sobre igual mês de 2013, informou a associação que representa o setor, Abear, nesta terça-feira.

Segundo a Abear, o número representa uma desaceleração ante o crescimento registrado em meses anteriores deste ano, que ficou, em média, acima de 8 por cento.

A associação afirmou que a desaceleração já era esperada, já que o aumento visto nos meses de janeiro a abril foram influenciados pela antecipação de eventos corporativos como congressos e reuniões em função da Copa do Mundo em junho e julho.

"Identificamos o adiantamento de compromissos e viagens do público corporativo, que é maioria, o que reforçou o crescimento natural do setor nesse início de 2014", afirmou Eduardo Sanovicz, presidente da Abear, em comunicado.

"Mas já em meados de maio, com a diminuição das viagens de negócios, houve desaceleração do crescimento", completou.

A oferta, por sua vez, teve um recuo de 1,8 por cento na mesma base de comparação, resultado atribuído à continuidade da estratégia de grandes empresas como TAM e Gol de controlar a oferta diante de altos custos com combustível.

Com alta na demanda e queda na oferta, a taxa de ocupação média de TAM, Gol, Azul e Avianca ficou em 78,6 por cento em maio, recorde para o mês.

No mês passado, a TAM continuou liderando o mercado, com fatia de 38,4 por cento, seguida por Gol, com 35,7 por cento, Azul, com 17,3 por cento, e Avianca, com 8,6 por cento.

(Por Roberta Vilas Boas; Edição de Marcela Ayres)