Ações dos EUA fecham em queda por preocupação com Iraque

terça-feira, 24 de junho de 2014 18:14 BRT
 

Por Ryan Vlastelica

NOVA YORK (Reuters) - As ações dos Estados Unidos fecharam em queda nesta terça-feira, após o entusiasmo inicial com indicadores econômicos desaparecer por preocupações sobre as tensões no Iraque levando investidores a embolsar lucros após o rali recente, e levando o Dow a maior queda em mais de um mês.

O índice Dow Jones recuou 0,70 por cento, para 16.818 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 0,64 por cento, para 1.949 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 0,42 por cento, para 4.350 pontos.

Nos mais recentes sinais de melhoria das condições econômicas, a confiança do consumidor norte-americano subiu mais do que o esperado em junho e as vendas de novas moradias nos EUA superaram as expectativas em maio. Os indicadores reforçaram a percepção de que a recuperação da maior economia do mundo segue forte, após o desempenho ruim por condições climáticas adversas.

O S&P 500 chegou a bater o recorde intradia, mas passou ao território negativo no início da segunda metade do pregão. Já o Dow sofreu a maior queda desde 20 de maio.

Os ganhos iniciais evaporaram diante da escalada do conflito no Iraque. O secretário de Estado norte-americano John Kerry fez um apelo para os líderes curdos se unam ao governo iraquiano diante da insurreição sunita que ameaça destruir o país.

"A situação no Iraque provavelmente está tomando toda a atenção do que qualquer outra coisa", afirmou o diretor-gerente da Wedbush Equity Management Stephen Massocca.