Presidente da GM diz que novos recalls são possíveis

quinta-feira, 26 de junho de 2014 11:15 BRT
 

WASHINGTON, 26 Jun (Reuters) - A presidente-executiva da General Motors, Mary Barra, disse nesta quinta-feira ser possível que haja mais recalls à medida que a maior montadora dos Estados Unidos enfrenta uma série de problemas de segurança que levaram ao recall de 20 milhões de automóveis.

Os comentários de Barra em uma entrevista à emissora NBC vieram um dia depois que a GM fez seu mais recente de uma série de recalls, este para 33 mil sedans Chevrolet Cruze com airbags potencialmente defeituosos fabricados pela fornecedora japonesa em dificuldades, a Takata.

Questionada se a companhia fará mais recalls, Barra disse que "é possível".

"Vamos continuar a olhar os dados que recebemos, e vamos tomar as medidas que precisamos", disse ela no programa "Today" da NBC. "Se encontrarmos um problema, vamos lidar com ele".

Barra, uma veterana de 30 anos de GM, se tornou o rosto público da outrora falida montadora, à medida que a companhia se esforça para resolver problemas de segurança que vem atormentando a companhia desde o começo deste ano. A GM realizou 44 recalls, cobrindo cerca de 20 milhões de veículos globalmente até agora em 2014.

Um destes, um recall de Chevrolet Cobalts de modelos mais antigos e outros carros pequenos da GM com chaves de ignição defeituosas ligadas à morte de 13 pessoas, gerou o escrutínio mais intenso, incluindo depoimentos a parlamentares e uma ampla cobertura da mídia.

Questionada se a GM demitiu todos que demitiria em ligação ao recall de Cobalts por chaves de ignição defeituosas, Barra disse, "sim, acredito que sim".

"Tratamos da questão", disse ela.

(Por Susan Heavey)