Trabalhadores do setor siderúrgico alemão ameaçam greve para próxima semana

quinta-feira, 26 de junho de 2014 12:02 BRT
 

DUESSELDORF Alemanha (Reuters) - Trabalhadores do setor siderúrgico alemão estão ameaçando adotar medidas industriais na semana que vem, o que pode afetar grandes companhias como ThyssenKrupp, Salzgitter e ArcelorMittal, conforme se preparam para entrar na terceira rodada de negociações salariais na segunda-feira.

"Eles precisam apresentar uma oferta negociável na segunda-feira, senão acontecerão greves de alerta a partir de terça-feira", disse à Reuters Knut Giesler, chefe do sindicato IG Metall.

Greves iniciais na terça-feira seriam seguidas de "ondas maiores" a partir da quarta-feira em diante, disse ele.

A IG Metall reivindica um aumento de 5 por cento no salário para cerca de 75 mil funcionários, enquanto os empregadores não fizeram qualquer oferta formal.

Bernhard Strippelmann, chefe do sindicato das empresas do setor de aço, disse nesta quinta-feira que são necessárias mais informações sobre as demandas da IG Metall antes de uma oferta ser feita.

(Por Tom Kaeckenhoff)