MMX diz que baixo preço do minério torna mais difícil busca por parceiro

quinta-feira, 26 de junho de 2014 17:28 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A mineradora MMX, controlada por Eike Batista, disse nesta quinta-feira que a busca por um parceiro para ajudar a financiar sua expansão tem sido mais difícil por causa da queda dos preços do minério de ferro.

A MMX está em processo de reestruturação e busca um parceiro para a mina no projeto Serra Azul, em Minas Gerais, enquanto lida com o colapso do conglomerado de petróleo, energia, mineração, construção naval e operações portuárias do empresário.

O minério de ferro no mercado à vista caiu mais de um terço nos últimos 10 meses e agora opera perto de mínimas de dois anos.

"A deterioração do preço no mercado tem dificultado conversas", disse o presidente-executivo, Carlos Gonzalez, em conferência com analistas. Embora as conversas continuem, acrescentou, algumas propostas não-vinculativas foram revisadas.

A MMX cortou sua força de trabalho pela metade e vendeu sua parte majoritária no Porto Sudeste, um terminal exportador de minério de ferro próximo do Rio de Janeiro para reduzir dívida e focar no desenvolvimento de seu principal projeto. Gonzalez disse que 2014 será "um ano repleto de desafios".

Os resultados, disse ele, dependerão da habilidade da companhia de trazer um parceiro e iniciar as operações no Porto Sudeste, no qual a participação majoritária é da trading Trafigura e do Mubadala Development, fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos.