Taxa de desemprego na zona do euro permanece em 11,6% em maio

terça-feira, 1 de julho de 2014 08:53 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - A taxa de desemprego na zona do euro permaneceu em 11,6 por cento pelo segundo mês seguido em maio, de acordo com dados oficiais nesta terça-feira, destacando que a recuperação no bloco está longe de se mostrar forte o suficiente para provocar uma sólida criação de empregos em todos os países.

Cerca de 18,5 milhões de pessoas estavam sem emprego em maio nos 18 países que compartilham o euro, embora isso represente 28 mil menos do que em abril, informou a agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat.

"Uma leve recuperação continua, mas ainda está deixando muitas pessoas para trás", disse o Comissário Europeu para Emprego, Laszlo Andor.

"Só poderemos realmente falar de uma recuperação apropriada quando a economia da Europa criar novos empregos em centenas de milhares a cada mês em uma base sustentável", disse Andor, acrescendo que países membros precisam adotar mais ações para sustentar a criação de empregos.

A expectativa é que o desemprego na zona do euro, que permanece perto da máxima recorde de 12 por cento vista no ano passado, caia lentamente para 11,4 por cento no próximo ano, disse a Comissão Europeia.

A leitura de abril foi revisada para 11,6 por cento ante 11,7 por cento divulgado anteriormente.

(Reportagem de Martin Santa)