Paraná registra menores temperaturas do ano com risco a lavouras

terça-feira, 1 de julho de 2014 10:12 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Diversas cidades do Paraná registraram as menores temperaturas do ano na madrugada desta terça-feira, algumas delas negativas, com formação de geadas e riscos a lavouras de milho e trigo, disseram meteorologistas.

Cerca de um terço das lavouras de trigo e dois terços das plantações de milho do Paraná estão em fases de floração e frutificação, suscetíveis a danos causados pelo frio intenso, segundo levantamento da Secretaria Estadual de Agricultura.

"O dia amanhece gelado em todas as regiões paranaenses devido ao deslocamento de uma intensa massa de ar frio", disse o Reinaldo Olmar Kneib, em um boletim do instituto de meteorologia Simepar, de Curitiba.

As menores temperaturas no Estado foram em Guarapuava, com 2 graus negativos e 0,7 grau negativo em Jaguariaíva.

Importantes regiões produtoras de grãos como Toledo, Palotina e Campo Mourão tiveram as menores temperaturas do ano, perto de 2 graus Celsius, segundo mapeamento do Simepar.

"Ainda é cedo para diagnosticar os reais prejuízos que esse frio extremo provocou, mas é fato que culturas como trigo, milho pastagem e hortaliças foram afetadas e tiveram perdas em seus potenciais produtivos", disse o agrometeorologista da Somar Meteorologia, Marco Antonio dos Santos.

No Rio Grande do Sul, que divide com o Paraná a liderança da produção de trigo no país, também houve registro de baixas temperaturas.

"Na manhã de hoje o frio mais intenso no Estado se deu em cidades situadas mais a oeste, onde o ar estava mais seco e o tempo aberto, casos das cidades de Santa Rosa que teve mínima de 0,6 grau e de Livramento com 1,6 grau", disse a meteorologista Estael Sias, da MetSul.

O frio também foi rigoroso nesta terça nos Estados de Mato Grosso do Sul, São Paulo e sul de Minas Gerais, destacou Kneib, do Simepar.

(Por Gustavo Bonato)