July 2, 2014 / 3:38 PM / 3 years ago

Exportação de carne de frango tem leve alta no semestre; receita recua 9,2%

3 Min, DE LEITURA

SÃO PAULO (Reuters) - As exportações brasileiras de carne de frango subiram 0,7 por cento no primeiro semestre deste ano ante o mesmo período do ano passado, somando 1,9 milhão de toneladas, mostraram dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) desta quarta-feira.

A receita, contudo, recuou 9,2 por cento para 3,72 bilhões de dólares entre janeiro e junho, na comparação com o primeiro semestre do ano passado.

Os dados coletados pela ABPA incluem as vendas de frango inteiro, cortes, processado e salgados.

O levantamento da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) mostrou uma queda de 0,3 por cento no preço médio da tonelada de carne de frango in natura embarcada em junho na comparação anual.

A ABPA informou que apenas em junho houve uma queda de 3,1 por cento nos volumes embarcados pelo setor, somando 296,4 mil toneladas, enquanto a receita recuou 2,2 por cento, para 617,6 milhões de dólares.

De acordo com o vice-presidente de aves da ABPA, Ricardo Santin, um dos fatores que influenciaram a queda em junho foi o fim do ano-cota para a União Europeia, que restringiu o período de embarques para o velho continente a apenas 10 dias no mês.  

"É uma situação esperada dentro do ciclo deste mercado. Iniciaremos em julho um novo ano-cota", explica.

Mas Santin ponderou que vê uma tendência de melhora no comportamento dos preços, diante de uma queda percentual menor na receita em junho.

Carne suína

O levantamento da ABPA mostrou ainda que as exportações de carne suína in natura tiveram queda de 1 por cento entre janeiro e junho, somando 200,7 mil toneladas. Mas a receita no período cresceu 12,6 por cento, para 635,9 milhões de dólares.

Na avaliação mensal, houve crescimento tanto em volumes --de 13,5 por cento, com 38,9 mil toneladas-- quanto em receita, que avançou 78 por cento, somando 157 milhões de dólares.

O vice-presidente para suínos da ABPA, Rui Vargas, ressaltou que a receita vem mantendo ritmo de crescimento mês após mês em 2014, saltando de 80,9 milhões de dólares em janeiro para 157 milhões de dólares em junho.

"Este comportamento mostra o cenário positivo para as exportações do setor neste ano, que vem conseguindo melhorar o rendimento mesmo com um volume menor em relação ao ano passado", disse Vargas.

O preço médio da tonelada embarcada de carne suína saltou 57 por cento, segundo o acompanhamento da Secex, para 4 mil dólares.

O presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra, observou em nota que os setores de aves e suínos tiveram saldo positivo no período se convertida a receita em reais, "o que favorece a manutenção da renda para o produtor".

Por Fabíola Gomes; Edição de Gustavo Bonato

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below