Política monetária não é a melhor ferramenta de estabilidade financeira, diz Yellen

quarta-feira, 2 de julho de 2014 13:21 BRT
 

Por Michael Flaherty e Howard Schneider

WASHINGTON (Reuters) - A política monetária apresenta "limitações significativas" como ferramenta para lidar com riscos à estabilidade financeira e teria causado grandes prejuízos à economia se tivesse sido adotada para evitar a bolha imobiliária, afirmou nesta quarta-feira a chair do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, Janet Yellen.

Yellen reiterou a visão de que a política regulatória tem de desempenhar o papel principal no combate às tomadas excessivas de risco.

Ela disse, no entanto, que é apropriado aumentar o foco na estabilidade financeira nas deliberações sobre política monetária. Ela ponderou que apenas em raras circunstâncias bancos centrais devem mudar os juros para combater os riscos à estabilidade.

"O custo potencial... provavelmente é grande demais para tornar os riscos de estabilidade financeira o centro das discussões de política monetária", disse Yellen em declarações preparadas para evento patrocinado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

Os mercados de ações e bônus dispararam na esteira da postura altamente expansionista do Fed, levando alguns analistas a alertar sobre a possibilidade de novas bolhas.

Yellen minimizou essas preocupações. "Não vejo atualmente necessidade de a política monetária se desviar do foco primário de alcançar estabilidade de preços e pleno emprego", disse ela.

No mês passado, o FMI reduziu sua previsão de crescimento dos EUA e disse que a economia não vai atingir o pleno emprego até o final de 2017, permitindo que as taxas de juros continuem perto de zero por mais tempo do que os mercados financeiros esperam.

O Fundo também advertiu sobre riscos à estabilidade financeira, uma vez que o período de taxa de juros ultrabaixas provocou baixos padrões de crédito e comportamento arriscado de investidores.   Continuação...