Setor de serviços da China cresce em junho e sugere que economia se estabiliza, mostram PMIs

quinta-feira, 3 de julho de 2014 07:28 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A atividade do setor de serviços da China expandiu no ritmo mais rápido em 15 meses meses em junho, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do HSBC/Markit nesta quinta-feira, reforçando sinais de que a economia está se estabilizando.

O PMI de serviços do HSBC/Markit se recuperou para 53,1 em junho ante 50,7 em maio, bem acima da marca de 50 que separa crescimento de contração na atividade.

"A expansão no setor de serviços reforça a recuperação vista no setor industrial, e sinalizou uma melhora generalizada ao longo do mês", disse Qu Hongbin, economista-chefe para China no HSBC.

Em um sinal de que a economia doméstica está retomando força, o subíndice que mede novos negócios saltou para 53,8 em junho, expansão mais forte desde janeiro de 2013.

Dados do governo sobre o setor de serviços divulgados mais cedo também indicaram forte expansão, embora o ritmo de crescimento tenha desacelerado, com o índice PMI caindo ligeiramente para 55 em junho contra 55,5 em maio.

Os números seguem-se a dados otimistas de pesquisas similares sobre a atividade industrial nesta semana, oferecendo sinais de que a segunda maior economia do mundo está se estabilizando após uma série de medidas do governo.[nL2N0PC0CL]

(Reportagem de Aileen Wang e Koh Gui Qing)