Preços globais de alimentos recuam em junho, diz FAO

quinta-feira, 3 de julho de 2014 11:17 BRT
 

ROMA (Reuters) - A perspectiva para a oferta mundial de cereais e óleos comestíveis melhorou em junho, contribuindo para a terceira queda consecutiva nos preços globais de alimentos, disse nesta quinta-feira a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

O índice de preços da FAO, que mede mudanças mensais em uma cesta de cereais, oleaginosas, lácteos, carne e açúcar, ficou na média de 206 pontos em junho, queda de 3,8 pontos ou 1,8 por cento ante maio.

A cifra ficou quase 2,8 por cento abaixo de junho de 2013 e é a menor desde janeiro, com os preços de cereais recuando devido a melhores perspectivas de safra e redução das preocupações sobre interrupção dos embarques na Ucrânia.

O índice de preços da FAO para cereais ficou em 196,2 pontos em junho, queda de 10,9 pontos, ou 5,2 por cento, ante 207 pontos da revisão de maio, principalmente devido a uma queda de quase 7 por cento no trigo e no milho.

A agência da ONU elevou sua previsão para a produção global de cereais em 2014 em 21,5 milhões de toneladas, em comparação com estimativa anterior, de maio, de 2,478 bilhões de toneladas.

(Por Isla Binnie)