BNDES aprova R$5 bi para renovação de programas para setor sucroenergético

quinta-feira, 3 de julho de 2014 17:14 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou a reedição dos programas para apoiar renovação e ampliação de canaviais e financiar estocagem de etanol para o ano de 2014, no valor de 5 bilhões de reais.

"Com essas iniciativas, que totalizam recursos de 5 bilhões de reais, o BNDES espera contribuir para o aumento da produtividade agrícola e menor flutuação dos preços do etanol ao longo da safra", informou o banco nesta quinta-feira.

O gerente do Departamento de Biocombustíveis (Debio) do BNDES, Artur Yabe, observou que o orçamento para este ano ficou estável ante o ano anterior, mas o banco decidiu elevar a dotação para o financiamento à estocagem de etanol, tendo em vista a boa procura por esta linha no último ano.

Ao mesmo tempo, o retorno da taxa de renovação dos canaviais a patamares adequados e uma redução da idade média das plantações deixou a capacidade ociosa da indústria relativamente pequena, diminuindo a pressão pelo programa de renovação e ampliação.

O Programa de Apoio à Renovação e Implantação de Novos Canaviais (BNDES Prorenova) tem orçamento de 3 bilhões de reais e prazo para contratação até 31 de dezembro.

Neste ano, o limite de financiamento por hectare de cana-de-açúcar plantado foi elevado para 6,5 mil reais, contra os 5,45 mil reais, com limite de financiamento de 150 milhões de reais por grupo econômico.

O programa, que contou com dotação de 4 bilhões de reais em 2013, gerou uma carteira de aproximadamente 2,6 bilhões de reais. Os recursos viabilizaram o plantio de 643 mil hectares. Dois terços dos recursos foram destinados à renovação e um terço à expansão dos canaviais.

O BNDES Prorenova visa incentivar a renovação dos canaviais antigos e a ampliação da área plantada, para impulsionar a produtividade e, consequentemente, expandir a produção de açúcar e etanol.

O Programa BNDES de Apoio ao Setor Sucroalcooleiro (BNDES PASS) conta com um aumento de sua dotação orçamentária para 2 bilhões de reais em 2014. Em 2013, as contratações dentro do programa atingiram o limite ofertado de 1 bilhão de reais.   Continuação...