Bovespa sobe 1,59% acompanhando EUA por melhora no mercado de trabalho

quinta-feira, 3 de julho de 2014 17:44 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou em alta nesta quinta-feira, beneficiada pelo avanço das ações norte-americanas após dados fortes de emprego nos Estados Unidos, e com participantes do mercado relativizando o resultado de pesquisa Datafolha que mostrou alta nas intenções de voto da presidente Dilma Rousseff.

O Ibovespa subiu 1,59 por cento, a 53.874 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 5,12 bilhões de reais.

O índice norte-americano Dow Jones fechou pela primeira vez acima da marca dos 17 mil pontos, diante da melhora do mercado de trabalho em junho na maior economia do mundo. Foram criados 288 mil empregos fora do setor agrícola no mês passado nos EUA, contra previsão de 212 mil empregos.

"O mercado acaba precificando uma antecipação de aumento dos juros nos EUA, mas tem comemorado nos últimos dias os dados melhores de atividade. Aqui a bolsa abriu em queda, mas recuperou seguindo lá fora", disse o economista Gustavo Mendonça, da Saga Capital.

O pregão mais curto nos EUA com a véspera do feriado do Dia da Independência reduziu a liquidez na bolsa brasileira, o que facilitou a movimentação do mercado durante na parte da tarde e permitiu ao Ibovespa ampliar ganhos.

As ações da mineradora Vale subiram cerca de 2 por cento, favorecidas por indicador mostrando que a atividade do setor de serviços da China expandiu no ritmo mais rápido em 15 meses em junho, o que também ajudou papéis de produtoras brasileiras de aço.

Os dados de emprego dos EUA dividiram a atenção com pesquisa Datafolha, que mostrou alta de 4 pontos percentuais nas intenções de voto de Dilma, enquanto seus principais rivais cresceram dentro da margem de erro. As chances estatísticas de segundo turno aumentaram em relação à pesquisa anterior.

A Guide Investimentos comentou que parte do mercado já esperava melhora de Dilma devido à boa recepção da Copa do Mundo. Além disso, lembrou que o quadro parece mais estável, se comparado com pesquisa recente do Ibope.   Continuação...